Santos não terá queima de fogos no réveillon para manter redução dos casos de covid

A tradicional queima de fogos das viradas de ano na orla da praia de Santos não será realizada na passagem para 2022

Sem queima de fogos no Réveillon, Santos mantém eventos com publico controlado | Foto: Arquivo / PMS

A tradicional queima de fogos das viradas de ano na orla da praia de Santos não será realizada na passagem para 2022. A decisão tem como objetivo manter a redução dos casos de covid-19 na Cidade. Será dada permissão somente para eventos com público controlado (com portaria e bilheteria), conforme a recomendação de especialistas da área de infectologia. 

“No ano passado, estávamos passando por um momento de declínio da pandemia, com números razoáveis como os de agora. E o que tivemos nos meses seguintes foi o aumento de casos, com uma segunda onda surgindo”, relembra o prefeito Rogério Santos, defendendo a retomada do evento no futuro.

“Vamos aguardar para, no outro ano, fazer o réveillon de maneira mais segura, pois nossa queima de fogos é a segunda maior do País, com 1,5 milhão de pessoas na faixa de areia”.

Mais notícias

-  Festa da Tainha de Bertioga tem valor do convite definido  

- Tributos de Santos terão reajuste de 8,99% em 2022 

Eventos com Acesso Controlado

Durante a temporada de verão, serão permitidos eventos de acesso controlado, com limitação da quantidade de pessoas, utilização obrigatória de máscara facial e disponibilização de meios para higienização das mãos. A apresentação do comprovante de vacinação contra a covid-19 não será obrigatória, ficando a critério dos organizadores de cada evento.
Por enquanto, não há previsão de novas barreiras sanitárias nas entradas da Cidade.

Carnaval

Seguindo o mesmo critério de permissão de eventos com público controlado, o carnaval santista de 2022 voltará a ter desfile de escolas de samba, com distanciamento obrigatório entre os integrantes das agremiações na passarela e também entre os espectadores.
Já as bandas carnavalescas que circulam pelos bairros seguirão vetadas, devido à tendência de aglomeração de foliões.


Fonte: Prefeitura Municipal de Santos - PMS




Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem